Archive for o turno da noite

É agora: Silêncio no estúdio! Câmera! Ação!

Posted in audiovisual, literatura fantástica, literatura nacional, novidades!, seriado!, trabalhar com cinema, vampiros with tags , , , , , , , , , on 08/27/2010 by André Vianco

Farol verde e o Comodoro rasga a noite a milhão!

Sobrevivemos ao primeiro dia no set!
Mais do que isso, vimos tudo tomando vida como foi planejado.
Apesar de não termos completado toda a ordem do dia elaborada para a primeira investida, apesar de termos saídos exaustos do set, todos sairam muito mais confiantes. Digo todos porque eu sabia exatamente o que ia acontecer (exceto o atraso!), mas eu sabia que muitos da equipe nem sonhavam com a qualidade técnica que iríamos alcançar quando os atores estivem em cena e a magia da luz de cinema, maquiagem e figurino emprestasse a todos material para que aqueles atores “vivessem” as personagens de “O turno da noite”. O quarteto estava lá, Patrícia, Raul, Bruno e Alexandre. A primeira cena filmada foi justamente o encontro do quarteto com Ignácio. Quando o cenário foi tomado pelos atores, quando todos se prepararam a postos e rolou o primeiro: Silêncio no estúdio! Prepara! Ação!

O primeiro encontro

E a equipe ficou encantada. Para mim valeu o dia. Eles já estavam acreditando no projeto, dai ver o projeto vivo, e LINDO, foi como uma injeção confiança e empolgação. Não tenho dúvidas de que todos estão fazendo o máximo para que essa história chegue as telas com a maior qualidade possível.

Escolhemos usar a Canon 7D para toda a produção. Não podíamos ter escolhido melhor. As imagens estão ficando a coisa mais linda. É cinema digital de primeira. Sempre curti as câmeras Canon e suas opções de objetivas de linha profissional. Na primeira reunião com os fotógrafos (Maurício Machado e Wagner Malagrine) do seriado não foi surpresa descobrir que o equipamento que eles usavam em publicidade também era da linha Canon 5D e 7D. Isso facilitou um bocado nossa vida e nossas conversas para instruí-los e chegarmos a textura e luz que projetamos para as cenas de “O turno da noite”.

É. É ele mesmo.

Agora deixa eu parar de escrever aqui que já estão me chamando para direção de ensaio e finalização de ordem do dia para a próxima cena. A primeira cena do Comodoro do Dimitri será feita está noite. Cruzem os dedinhos ai para tudo continuar correndo tão bem quanto correu até agora, isso vai significar que no dia 12 de setembro teremos gravado a última cena e que em umas poucas semanas teremos a primeira exibiçao do seriado de TV numa tela de cinema para umas dezenas de sortudos.

Ah! Dia 30 faremos a gravação de uma cena no bar de uma amigo meu aqui em Osasco. Devo divulgar sábado e domingo o endereço para quem quiser ver um pouquinho disso de perto apareça por lá, uma segunda-feira a noite… claro… a noite.

abraços!!!

André Vianco

Chegou o primeiro dia de filmagem!

Posted in a vida como ela é, audiovisual, literatura brasileira, seriado!, vampiros with tags , , , , , , on 08/24/2010 by André Vianco

Chegou o grande dia, a linha de largada. De 25 de agosto a 12 de setembro gravaremos o primeiro episódio do seriado “O turno da noite”.

O grande barato é ter postado aqui cada avanço da produção. Finalmente o grande dia. Pensei que estaria pilhado, nervoso, ansioso, incerto e tudo o mais nessa véspera de inicio de filmagens, mas não, a equipe toda fez um trabalho fabuloso de pré-produção que estou me sentindo imensamente tranquilo com o primeiro dia de gravação. Se possível, a cada dia, tentarei postar alguma coisinha, curiosidades, erros e acertos e fotos se possível.

Estou feliz. Creio que todos ficarão de queixo caído com o resultado. Os atores são fabulosos, os cenários estão incríveis, o roteiro é foda (cof cof cof…) e teremos um primeiro episódio de cair o queixo.

Prometo uma estréia no cinema pra vcs… fiquem atentos ao blog para saber como descolar o seu ingresso. Aviso que serão limitados, então fiquem por aqui pra saber como concorrer ao seu.

mil beijos.

aviso a amigos, editores, família, leitores que estarei temporariamente offline. Voltando a ter vida própria depois de 12 de setembro.

André

Bienal SP 2010

Posted in eventos, literatura brasileira, literatura fantástica, literatura nacional, seriado!, vampiros with tags , , , , , , , , on 08/19/2010 by André Vianco
Intelectubravo

Não. As ideias não me incomodam.

Esse primeiro final de semana da Bienal de São Paulo foi um sucesso. Ao contrário da última ediçao, o Anhembi bombou. Sucesso de público em São Paulo é um meio sinônimo de inferno, posto que no dia 13, chegando lá às 14h00 demoramos cerca de 40 minutos para estacionar. No dia seguinte, sábado, não consegui sequer entrar. Acabei largando o carro num estacionamento na Braz Leme e seguimos de táxi até o Anhembi, não podia demorar demais para chegar ao stand da Novo Século afinal de contas já tinha uma fila enormde de leitores me esperando por lá. E põe “fila” nisso. Na sexta-feira passaram por lá mais de 250 pessoas e no sábado coisa de 400 leitores. Parecia dia de lançamento de novidades! Falando nisso não foram poucos os que me cobraram um livro novo. Bem, até o final do ano sai “O caso Laura” e logo depois, talvez no começo do ano que vem, “A noite maldita”, quer dizer que em breve haverá ao menos dois livros para aplacar as lombrigas literárias de meus queridos leitores.
Na sexta-feira 13 eu, Giulia Moon e Martha Argel tivemos nosso delicioso bate-papo com leitores. Delicioso mesmo, primeiro pq as duas além de colegas, são minhas amigas de longa data e é sempre um prazer estar ao lado delas.
Logo após o bate-papo segui para o stand da Editora Novo Século. Estava um espetáculo. Uma das quinas do stand foi decorada com frases dos meus livros, pequenos trechinhos e um painel com o nome o título do livro “Os sete” em comemoração aos 10 anos de lançado.
O mais emocionante no entanto foi autografar os livros de mais de 200 leitores que compareceram aquela tarde de sexta-feira na Bienal do Livro de SP, já dando uma pista do que aconteceria na tarde seguinte.
Pois é, na tarde de sexta-feira, após a façanha que foi estacionar nas imediações do Anhembi, cheguei ao stand da Novo Século e uma fila gigante estava lá. Naquele comecinho de noite havia coisa de mais de 200 leitores também e ao final da noite tinham passado por lá mais de 400 pessoas pela fila.

Bem… só estou conseguindo postar essas novidades aqui hoje por conta do andamento do piloto do seriado “O turno da noite”. Leitor sim, leitor não, chegava a mesa perguntado sobre a séria, onde vai ser transmitida, por que diabos eu só postei o cuturno do Dimitri e etc. Calma, pequenos gafanhotos do titio Vianco, em breve imagens surpreendentes estarão disponíveis no site da série.

Fila

Olha a fila ai.

Abraços

André Vianco

A montanha-russa

Posted in a vida como ela é, seriado! with tags , , , on 08/06/2010 by André Vianco

Bem, faltam menos de duas semanas para o início das filmagens. A equipe de pré-produção já está em transição para a fase de produção e as coisas vão se ajeitando.
Ainda não me deu aquele frio na barriga que sinto quando vai chegando dia de lançamento de livro novo. Acredite, com 12 livros publicados sempre me dá uma agonia quando vai chegando o dia do lançamento. Parece que foi ontem que fui até a gráfica na Barra Funda e apostei todas as minhas fichas na publicação independente de “Os sete”. Parece que foi ontem aquela noite de fevereiro onde juntei um punhado de amigos e vizinhos para a primeira de centenas de noites de autógrafo que vieram depois. Faz dez anos. Dez anos.

É, eu já tive mais cabelo.

Os amigos passaram por lá!

Muita coisa mudou desde então. Os sete vampiros desconhecidos, que habitavam só minha cabeça, passaram a não ser mais meus e povoar a mente de milhares e milhares de leitores e saindo da cabeça de cada um deles como uma leitura diferente. Coisas surpreendes aconteceram, conheci muita gente, muita gente nova, muitos lugares, livrarias, livreiros, leitores e leitoras.

Amigos antigos, amigos novos, amigos ainda por aqui.

Pessoas especiais. Que ficarão para sempre na memória. Os sete passaram de livro para literatura acadêmica de TCC´s mundo afora (pois é, mundo afora), apresentações teatrais, quadrinhos, vão indo para TV e logo mais cinema.

Já sai comentado em revistas, já ocupei posições nos mais vendidos, já fui o mais vendido do gênero, já palestrei para milhares de pessoas, e sim, ainda sinto um friozão na barriga em noite de lançamento. Por que? Talvez porque eu seja um contador de histórias, um cara que adora engabelar o leitor, criar mundos e personagens que agarrem o leitor pelos olhos e o envolvam no mais genuíno mistério da fascinação por aquilo que é tão irreal, uma representação elaborada na imaginação jogando a vocês pessoas e cenários improváveis, e é ai que eu começo a esperar… esperar que esse leitor se apaixone, se apaixone por minhas histórias tal e qual eu sou apaixonado por elas.

O turno da noite volume 3 foi lançado na livraria Book Stop em Osasco, livraria do amigo Paulo.

E como é natural das paixões, de imediato não esperamos mais nada, só o envolvimento a retribuição. Ai eu sinto aquele típico frio na barriga quando cruzamos com os olhos de nosso objeto de desejo quando vai chegando a hora de me encontrar com vcs, leitores, numa noite de lançamento de uma nova história. Ela vai passar a viver com vcs também.
Ainda não experimentei esse calafrio frente a chegada das filmagens de “O turno da noite”. Mas uma hora dessas esse friozinho na barriga vai chegar. Afinal de contas é uma equipe imensa contando comigo, contando com o comando do diretor quando o set estiver todo preparado. Agora, o que é certeza, é o frio na barriga, igual de montanha-russa, quando chegar o dia da primeira exibição desse bebê vampiro que é piloto do seriado. Haverá uma exibição em sala de cinema, com muitos de vcs que lêem essas linhas agora, sentados nas poltronas, no escurinho, vendo se desenrolar os primeiros segundos, deixando as pupilas se dilatarem e a luz da tela acessar seus nervos ópticos e invadir seus cérebros desencadeando um milhão de sinapses para liberar no fim das contas um sorriso nos lábios e o meu tão desejado encantamento. Será que eu conseguirei essa façanha em movimento também? Tadá! Viu? É ai que vem o frio na barriga.
Espero que adorem “O turno da noite” e, como nos livros, divirtam-se a valer!

abraços pros caras
beijos pras gatas

e nos trombamos uma hora dessas.

André Vianco

Bienal do Livro de São Paulo 2010

Posted in eventos, literatura brasileira with tags , , , , , , , on 08/04/2010 by André Vianco

Olá!

Estarei na bienal de São Paulo nos dias 13 e 14 de agosto de 2010. Apareçam e tragam seus livros.
Dia 13 estarei no Salão de Ideias às 15h00. Será uma mesa redonda com a presença de minhas amigas escritoras Martha Argel e Giulia Moon, que dispensam apresentações. Como é uma sexta-feira 13, o clima está propício a falarmos sobre vampiros por horas. Hahaha. Apareçam e tragam seus livros.
Dia 14 estarei no stand da Novo Século Editora às 17h00 recebendo vcs, queridos leitores para um bate-papo e autógrafos.
Já estão me perguntando se podem levar todos os livros para serem autografados. Podem, sim. Será um prazer me reencontrar com os famosos “bolinhos” de livros.
Sejam bem-vindos.

Abraços

André Vianco

O Comodoro do Dimitri dando a primeira volta no quarteirão…

Posted in audiovisual, seriado!, trabalhar com cinema with tags , , , , , , , , , on 08/02/2010 by André Vianco

Sábado rolou o primeiro dia de filmagens com a equipe do seriado “O turno da noite”. Fizemos uma cena com 15 planos, contando uma historinha do Dimitri, que será um teaser para promover o seriado, aguçar as lombrigas de quem já está esperando esses personagens meteóricos tomarem as telinhas brasileiras.

Aqui está a primeira imagem do Dimitri

Para a construção dessa primeira cena foram onze horas de estúdio. A cena depois de editada terá dois minutos nas telas. Onze horas de trabalho de técnicos e produtores e diretores para sair na ponta dois minutos de filme. Isso só contando o dia de produção, sem contar as várias horas da pré-produção, de figurino, cenário, equipe de 3D, pessoal de casting, story-board e etc. É isso ai, nada mais normal e corriqueiro, sejam bem-vindos ao mundo do cinema. Hahahaha.

Nossa equipe deixou a produtora Criamundos às dez da manhã e o comboio de veículos e van tomou rumo do estúdio, deixando Osasco e tomando rumo de Cotia-SP, à beira da rodovia Raposo Tavares. Um primeiro dia no set era um dos grandes desafios do projeto, na real, é um grande desafio para qualquer projeto audiovisual. É quando avaliamos nossas escolhas e avaliamos o efeito de toda aquela equipe imensa trabalhando junto. Para um primeiro dia foi espetacular. O trabalho rolou com harmonia, a pré-produção deixou tudo certinho e não demorou muito para acertarmos o set com iluminação e objetos para rodar o primeiro take.

Na parte de maquiagem estava lá o grande Marcelo, que fez um trabalho muito bom para o teaser, ainda mais admirável se lembrarmos que neste dia ele estava sozinho, dando conta da figuração.

Grande maquiador, grande cara.

<a

Tudo correu muito bem, com direito a break para o almoço sob o comando da prestativa e cozinheira de mão cheia dona Sônia (mamãe!), que lançou uma macarronada arrasa-quarteirão, com direito a almôndegas defumadas. Adoramos. Duro foi levantar do cantinho do almoço para retomar a segunda metade do trabalho. Na moral, rolou uma zombie walk até o estúdio, todo mundo lento, babando e com olhar mortiço. Mas nada de soneca! É dia de ripar e mandar ver atrás de câmeras de cinema, de pequenas camerazinhas dos continuístas, produção de cenário, iluminação e tudo o mais.

Os planos mais complicados foram bem resolvidos e tiveram um efeito visual bastante convincente. O que mais me irrita em filmes que vejo por ai são cenas incríveis, que pecam em tolices e condutas um bocado ilógicas que acabam roubando a atenção do que de fato deve ser observado, não me ocorre nada agora para ilustrar, mas assim que lembrar, posto por aqui.

Foi legal encontrar por lá também meus leitores queridos, que se inscreveram para a figuração e logo no teaser foi preciso lançar mão de cinco vítimas torturadas figurantes que esperaram pacientemente até o grande momento de sua performance. Claro que eu fiquei preocupado com a harmonia dramática daquela cena e imaginei que poderia demorar um bocado até que aquele time conseguisse chegar ao ponto que eu queria. Sabia que teria que ser paciente porque eles não eram profissionais, mas olha que coisa fantástica, o time de figurantes matou a pau e conseguimos gravar o take deles quase que de primeira! Fiz mais algumas tomadas apenas porque a redundância é quase que uma padroeira num set de filmagens.
O ator que fez o Dimitri pegou bem o espírito do nosso Matador favorito. Sua atuação só melhorava conforme avançava o dia. Ainda não quero revelar muita coisa sobre os atores selecionados, porque como o Dimitri, assim que tiver uma TV fechada para exibir o seriado, farei alguns teasers para apresentar o time principal da série.
O diretor de 3D e efeitos visuais, Alan, acompanhou os trabalhos de perto e seus conselhos foram essenciais para que o material captado nesse primeiro dia estivesse dentro dos padrões para uma a boa execução da pós, sem sustos, logo depois do primeiro corte.

O resumo do primeiro dia é que, se depender da equipe, teremos um seriado fora de série. Foi um dia longo e a maioria terminou bem cansada ao final dos trabalhos, mas todos muito muito entusiasmados e doidos para que chegue logo o primeiro dia de filmagem do piloto. O piloto tem previsão para começar a ser rodado dentro de poucas semanas.

O resultado do teaser será postado em breve. É claro que vou fazer um suspensezinho básico antes de liberar o material, deixar vocês todos se roendo de ansiedade e tal e coisa, o que é praxe já. Mas logo posto um link aqui junto dos primeiros materiais do pessoal que está fazendo o makingof do seriado “O turno da noite”. Falando nisso, sigam @_metalheart no twitter, essa gata, dona Camila Guerreiro será o primeiro rosto do seriado que vcs irão conhecer. Ela é quem vai levar o leitor pelos bastidores da série.
Mas antes que me xinguem sobre a não exibição do teaser ainda essa semana, não se esqueçam que esta tudo sendo feito em padrões de primeira linha, nada de rasgueira. Então agora toda a captação de imagens vai para a edição de imagens, depois para edição de som. Depois para pós-produção de imagem e depois de som, trilha e etc. É, meus amados, ninguém disse que ia ser fácil ou que ia ser de mentirinha. “O turno da noite” é pra valer. Teaser no ar só no mês que vem.

Só posso agradecer a todos que estiveram lá trabalhando para que o primeiro sopro de vida nas imagens do seriado fosse dado. Obrigado de verdade. Vocês vão ajudar um sonho se tornar realidade. E não é um sonho só meu. É um sonho de muitos e muitos leitores e entusiastas da fantasia e terror nacional. É um sonho de muita gente que ainda nem sabe que vai sonhar com isso aqui. Termino o post novamente citando o sábio, o poeta e filósofo Raulzito: Sonho que se sonha só é só um sonho que se sonha só. Sonho que se sonha junto é realidade.

href=”http://blogdovianco.com/wp-content/uploads/2010/08/zzz_1930.jpg”>

Baixando o freio de mão e engatando a primeira do Comodoro!

Posted in audiovisual, novidades!, seriado! with tags , , , , , , , , on 07/03/2010 by André Vianco

Ontem, apesar da patética derrota do Brasil (valeu ai Felipe Melo!), depois do mau-humor pós almoço, a equipe da pré-produção do seriado se reuniu e tivemos uma tarde bem produtiva. O destaque ficou por conta dos contatos de nossa querida repórter de making-of, Camila Guerreiro, que ouvindo eu falar com alguém na véspera sobre o foda de não ter encontrado ainda um galpão para a cena inicial com Dimitri e Tobia (spoiler mode on), do nada levantou-se e disse que a irmã tinha um galpão. Ontem, 16hs, toda a equipe seguiu ao encontro da Guerreiro e fomos até o galpão. E que galpão, senhores! Perfeito para muitas das cenas do piloto e dos episódios vindouros (vindouros porque sei que vão querer transmitir esse seriado, tá ficando demais demais!). E como se não bastasse, enquanto eu ainda tinha orgasmos múltiplos com cada pedaço do galpão que eu via, que tem uma estrutura toda em aço e cheio de palletes para lá e para cá, sombrio na medida, o cunhado da Camila Guerreiro ainda diz, eu tenho outro galpão! E fomos lá ver. Andamos um bocado, posto que o segundo galpão fica em Carapicuíba e também é pefeito. Olhem só, vejam vocês, comecei um dia com zero galpão e termino com dois vindos de alguém que eu nem esperava (obrigado, Camila! hahaha)… o universo conspira ou não conspira a favor desse seriado????
Com isso estamos com praticamente todas as locações cobertas. Falta pouco para posicionar câmera, luz, atores e gritar: ação!

Sobre os atores. Bem, a primeira tarde de testes será agora, dia 7 de julho, na Vila Mariana. Graças ao trabalho da equipe (Kadu, Marisa, Aline, Ricardo, Andreia…) teremos ótimas pessoas mostrando seu talento e preenchendo as vagas dos papéis principais. A segunda turma será testa dia 14. A equipe já está contatando também os leitores que foram pré-selecionados para os testes.

Se vc quer participar e ainda não foi chamado, não se afliga. Cada temporada de “O turno da noite” terá 12 episódios em média e vai ter espaço pra todo mundo, aguenta ai.

abraços.

André Vianco

Esquentando o motor.

Posted in audiovisual, literatura nacional, novidades!, seriado!, trabalhar com cinema with tags , , , , , on 06/11/2010 by André Vianco

Semana boa para o projeto de transformar os livros “O turno da noite” num seriado. Mais gente boa chegando para fechar a equipe e logo estaremos com o time todo montado. Peça chave que ainda falta é um bom profissional de captação de som-direto. O som-direto é o áudio captado ali, real time, durante a gravação das cenas. Já muita produção foda, com orçamento de centenas de milhares de reais ir pro vinagre ou ficar com ares menos profissionais por conta de um som muito mal captado. Então creiam, esse profissional é um daqueles estratégicos e faz toda diferença, como um bom diretor de arte ou um diretor de fotografia.
Lá pelo dia 21, 22 de junho vão rolar os primeiros testes com atores para irmos selecionando nosso elenco.
A equipe deve contatar na semana que vem os leitores que foram selecionados para os testes e também aqueles que serão chamados e entrevistados para a produção. Já consigo ouvir o tic-tac da contagem regressiva.
Chegou também aqui na produtora a câmera que será usada para as filmagens e ela também será testada pela equipe de fotografia nos próximos dias que vão chegar ao setup correto para a linguagem e temperatura de cor e essas coisas que vão compor o clima desejado para nosso esperado piloto de “O turno da noite”.
Camila Guerreiro, leitora e amiga que se juntou ao time de produção já arrumou um chegado que jura que tem Comodoros pretos a para escolher. Hahahaha. Bem, o Dimitri já não corre mais o risco de desfilar numa Calói Cecizinha preta, com adesivos de caveirinha pra dar clima, nas cenas do episódio 1.
Hoje visito algumas das locações para fotografar e filmar e dar subsídios para equipe de arte.
E já estou acreditando tanto que esse projeto não vai ficar só no piloto que já estou na metade do roteiro do segundo episódio.
É, hora de trocar o óleo do Comodoro, daqui a pouco ele vai fritar no asfalto.

Yuli, a vampira-loba.

Posted in audiovisual, novidades!, seriado!, trabalhar com cinema, vampiros with tags , , , , , , , , , , , on 06/02/2010 by André Vianco

Participando do 1º Salão do Livro de Guarulhos, encontro com leitores.

Ontem a tarde passamos por mais uma reunião com a turma da pré-produção do seriado. Falei com o diretor de arte do projeto, que é o grande mestre em História da Arte, professor Luis Lopreto, também estavam por lá as produtoras Marisa Samogin e Aline Esperança e o produtor Ricardo. Discutimos muito a primeira sequência do roteiro, que em termos técnicos é um dos grandes desafios do piloto. Já entramos na fase de buscar locações e nosso target é descolar um bom galpão justamente para essas primeiras cenas.
Depois de falarmos com o diretor de arte, seguimos para um encontro com o produtor de casting do seriado, Kadu, que está trazendo muita gente boa para participar do piloto do “O turno da noite”. Ontem era o dia das meninas, de vermos as atrizes que vão participar dos testes. Cada arquivo que ele abria meu queixo caía, uma candidata mais linda que a outra. Agora resta saber se elas agüentam os papéis aos quais se destinam. Fiquei particularmente impressionado com as candidatas a vaga da Yuli. Meu deus! O que são aquelas menina?! Uma mais linda que a outra. Tou com medo de roubarem o brilho da poderosa Calíope! Difícil, hein. Hahahhahaha! Eu acho formidável ter essas sensações, essas viagens, porque o bom de produção é quando todo mundo fica assim, meio que bobo com os pequenos resultados, os pequenos avanços, e consumidos pelo entusiasmo quando as coisas grandes acontecem. Isso é um ótimo indicador que mostra que as coisas estão correndo para o rumo certo. Eu começo a ver tudo se encaixando e já vou melhor desenhando cada cena do roteiro e vendo tudo isso pronto e editado e a data de estréia da série na TV.

As coisas estão tomando um ritmo tão empolgante e consistente que já está quase impossível tratar o piloto como uma ilha, como um episódio único de aposta, posto que em todas as conversas já visualizamos a coisa como uma primeira temporada completa. Do jeito que profissionais de produção de primeira e atores e atrizes deslumbrantes vão se somando a linha de frente fica impossível imaginar um cenário onde o seriado não seja veiculado. Difícil mesmo. E não estou dizendo isso só porque sou o doido que está apostando as fichas nessa jogada e nem porque sou o papai da saga “O turno da noite”. Estou dizendo isso porque sei como o povo gosta de uma história bem contada, de como a TV gosta de contar histórias, do que faz os olhinhos dos fãs de vampiros brilharem e creia, o seriado traz tudo isso e mais um pouco. Hoje a noite tenho um encontro com o pessoal dos efeitos visuais 3D, espero que logo tenha mais boas novas ainda pra compartilhar com vcs que estão acompanhando o nascimento desse pivetinho que é o seriado “O turno da noite”.
Daqui algumas semanas vai rolar o teste de atores e atrizes que foram selecionados para o episódio piloto. Nesse dia também participarão dos testes os leitores que passaram no crivo das carrascas Marisa e Aline e do complacente senhor Ricardo, que fizeram uma severa peneira no material enviado. Eu desejo boa sorte a todos e, aqueles que não forem chamados agora, não deixem a chama da esperança apagar, porque uma temporada tem de 12 a 16 episódios e vcs terão muitas e muitas chances de ter a carinha estampada, nem que seja por efêmeros 3 segundos, num dos capítulos dessa saga que começa a deixar as páginas dos livros e vai indo para as telinhas.

O pessoal que mandou currículos para participar atrás das câmeras e que foi selecionado, também começará a receber retorno em poucos dias. Fiquem de olho na caixa postal.

Ainda está de pé aquela primeira sessão no cinema, só pra festejar, só pra bagunçar. Então continuem ligados aqui nas novidades do blog para não perderem essa.

Vibrem!

Posted in audiovisual, literatura nacional, novidades!, seriado!, trabalhar com cinema, vampiros with tags , , , , , , , , on 05/27/2010 by André Vianco

Essa foi mais uma semana importante para o projeto do piloto do seriado O turno da noite. Muita coisa boa acontecendo. Consegui um excelente diretor de arte que está também indicando gente muito fera para vários departamentos da pré-produção e produção.
Muito material de leitores de minhas obras e gente que está acompanhando o blog está chegando ainda. Quem já mandou não precisa mandar novamente, agora é só esperar. Quem não mandou nada, ainda dá tempo. O mail da produção, como já divulgado, é criamundos@uol.com.br .
O primeiro episódio é sempre o mais exigente e demorado para uma equipe que se dispõem a criar do zero um seriado, posto que o primeiro episódio, da primeira temporada, é o que cria a “fôrma” para tudo o que virá. É agora com a equipe de criação de arte que todo o código visual da série e da primeira temporada será criado. O figurino, a cor dos cenários, paleta de cor dos núcleos de personagens, concepção estética, estilo visual, objetos de cena, adereços, logo da série, tudo, tudo, definido agora.
Outro avanço é o fato de um ator amigo meu, competente pra caramba, ter aceitado fazer o bom Dimitri. Já teria ficado muito contente com essas duas “aquisições” de qualidade, porém, mais uma jóia caiu em nosso projeto, uma jóia linda, deliciosa, ofuscante, com um sorriso maravilhoso e, como se não bastasse, excelente atriz…. negra. Sim, nós temos uma Calíope. Justamente essa personagem estava me deixando bem encanado, porque como esse projeto vem em primeiro lugar para celebrar os dez anos de meu primeiro livro e também para presentear vocês leitores, eu não estou aceitando nada além do perfeito. Todas as dezenas de escolhas que estou tomando a cabo a respeito da equipe selecionada para atuar atrás das câmeras, equipe que vai passar fácil das 40 pessoas, e vai dar um duro danado para chegarmos a um grau de qualidade de tirar o fôlego do leitor mais exigente, será praticamente materializada através do seleto grupo de aproximadamente 20 personagens que estarão na frente das câmeras. Quero atores que, de verdade, por aqueles breves dias encarcerados em estúdios de filmagem, mais que emprestem, que dêem a alma para as pessoas que irão encarnar para que os personagens dos livros simplesmente saltem das páginas para esse plano quase real. Por isso, creio eu, as escolhas mais difíceis para mim, na qualidade de diretor do projeto, são os atores. Admito que apesar de crítica, essa é uma das fases mais deliciosas de uma produção de audiovisual. É preciso ter paciência para sentir os atores, se conectar com eles e enxergar quem eles são dentro do projeto e se, de fato, os são. Os atores precisam vibrar na mesma sintonia, na mesma freqüência do projeto. E o Dimitri e a Calíope são, simplesmente, vibrantes.
É claro que ainda estou fazendo um baita mistério, claro. Estou contando milagres sem dizer o nome dos santos, posto que com um bom Google vocês encontrariam todo mundo que eu listasse nesse post e perderia a graça. Confiem no titio Vianco. Em meados de julho aposto que pequenos vídeos já estarão pipocando aqui no blog para tentar arrefecer a sanha de novidades de todos vocês. O turno da noite está chegando.