Festival Literário da Mantiqueira

Paisagem não falta em SF Xavier.

Poxa, foi um fim de semana incrível. Participei do Festival Literário da Mantiqueira que aconteceu em São Francisco Xavier. Tá, admito, nunca tinha ouvido falar desse vilarejo que é um subdistrito de São José dos Campos, o que é boa notícia para os paulistas viajores de plantão que curtem conhecer paradas bucólicas recheadas de restaurantes bacaninhas e pousadas agradáveis a preços possíveis, porque, pela Dutra, São Jose dos Campos fica a coisa de uma hora de carro. Dali até São Francisco Xavier pega-se uma estradinha de vai e vém com coisa de 50 km. A vigem fica mais lenta na serra porque q estrada é estreita e sinuosa, mas é uma delícia. Eu curto viajar sem pressa nem correria, fazendo paradas onde a paisagem convida, se possível. Deixamos nossas 3 filhotas com minha mãe e meus compadres (afinal de contas para que inventaram madrinha e padrinho?) e fomos de encontro aos meus leitores da Mantiqueira.
O festival, organizado pela Cultura do Estado de São Paulo, estava primoroso. Claro que o clima da cidade ajudou um bocado.
Viajei na companhia de minha esposa e, saindo de Osasco, deixando nossas 3 filhotas com minha mãe e meus compadres (afinal de contas para que inventaram madrinha e padrinho?) e fomos de encontro aos meus leitores da Mantiqueira. E, domingo, às 16h30, eles estavam lá, na frente da tenda dos estudantes. Conheci uma leitora muito especial, dona Nelly, de 75 anos, que é fanzaça dos meus livros de vampiros, não gostou tanto de A casa, o que ela curte mesmo é dentes afiados, o pau quebrando, e sangueira voando… pobre Edward, não deve agradar o boa dona Nelly tanto quanto o Inverno.
Falando em Inverno, esperávamos um frio congelante, por conta disso minha querida esposa levou algo perto de um bilhão de casacos… e vejam, só… fez um friozinho pé de chinelo, o suficiente pra comentar: Tá frio, né? – mas nada glacial como vaticinou a Marisa.

Lá em S.F. Xavier conheci também o colega Wilson, escritor de poesia e literatura infantil e tantas outras coisas que nos levou ao boteco da Kátia… não lembro o nome do lugar, mas é bem aconchegante, tinha lá uma fogueira nos fundos, e um senhor (Tito) mandando ver num violão, cantando com voz grave tudo o que o povo pedia. É claro que eu não podia deixar em branco e escrevi no guardanapo: “Toca Raul!”. Quando a cachaça chegou estávamos lá cantarolando “Medo da chuva”. O fim da noite não podia ter sido melhor, com vinho quente e show ao vivo de Arnaldo Antunes.

Resumo: São Francisco Xavier é um lugar pra se sentir saudades e voltar.

Minha querida leitora Nelly, 75 anos de muito leitura e bom humor.

9 Respostas to “Festival Literário da Mantiqueira”

  1. Verdadeira vontade de ter ido, como já havia comentado… 😦

    em breve, em breve!!!

    bjs

  2. oi andré!
    eu tava la, ADOREI te conhecer, vc é incrivelmente simpatico e atencioso com seus leitores, me tornei ainda mais sua fã.
    sou de São José dos Campos e fico feliz q vc tenha gostado do nosso distrito, São Francisco é muito gostoso mesmo, com certeza a população espera que vc volte mais vezes, e vem pra São José tbm poxa! rsrsrs, qdo lançar “A Noite Maldita”, quem sabe? rs
    beijos, Parabens pelo seu trabalho, mais sucesso ainda!

  3. Armand Spenser Says:

    Nossa que legal, bateu vontade de ter ido…
    violãozinho, com um fogueira, com vinho quente é tudo de bom!

  4. Serena Says:

    Que ótimo q foi bom!!!
    por hora não posso ir… Mas logo…
    Falando nisso… logo o Inverno chega aí pra cima…
    Muito sucesso!!!!
    Abraço!

  5. Fernando Says:

    Olá André…
    Meu nome é Fernando, sou um grande fã de seu estilo, e adoro suas histórias, tenho quase todos os seus livros. E Os Sete se mostraram para mim sozinhos, jogados numa estante empoeirada de uma biblioteca da minha cidade (Recife), aquele olho vermelho e o fundo negro criou algo magnético e depois dele, me regalei com a sequência que já existia de várias histórias que se entrecruzavam com esta inicial.
    Conhecer Bento foi um caminho natural, e esta semana descobri seu Blog e para minha felicidade seu projeto de escrever um livro que conta a história antes de Bento, simplesmente já estou viajando na possível história.
    Quando vier a Recife um dia, serei também um desses fãns na sua fila de autógrafos…

    Até mais André e obrigado por tornar esse mundo fantástico tão real em seus livros…

  6. Leonardo Says:

    Ei André…
    Realmente seus livros agradam a todas as idades…
    Já apresentei os Sete para minha mãe que já está lendo e gostando muito!
    Vai querer ler todos…

    abraços

  7. Eu vou a S. Francisco Xavier desde que eu tenho meus 8 anos de idade. Cresci em S. J. dos Campos, e confirmo tudo que você disse: é uma cidade maravilhosa e aconchegante, um perfeito palco para férias relaxantes em um clima agradável por um bom preço. (E também um local que agita a criatividade).
    Como você foi para o festival, não deve ter podido conhecer os “arredores” do “vilarejo”, mas, se tiver a oportunidade de visitar a cidadela de novo, vale a pena conhecer as cachoeiras e grutas de S. Francisco.
    Queria ter ido prestigiar você, o Leandro e os outros autores, mas a grana ta curta e eu não dirijo (mesmo que dirigisse, o carro é dos pais, então já viu…), mas acho que ano que vêm estou por lá.
    Espero ansiosa por um próximo evento seu, para ir vê-lo e prestigiá-lo.

    Beijos de uma fã.

  8. Oi Vianco! Aqui é Priscila, esposa do Leandro Reis e filha da sua querida leitora Nelly. 🙂

    Adorei te conhecer! Fiquei ainda mais fã do seu trabalho! Minha família também adorou, especialmente a minha mãe. É claro! Ela foi embora com um sorriso no rosto e no dia seguinte o assunto era um só: Conheci o André Vianco! rsrsrsrsrsrs

    Minha mãe vai ficar toda vaidosa quando eu mostrar pra ela esse post do seu blog! Depois te conto! E claro te envio mais fotos! Tiramos várias!

    Adorei o bate papo que tivemos! Saber um pouco mais sobre a sua história, a sua perseverança, foi inspirador!

    Parabéns por tudo! Ainda não li todos os seus livros, mas chego lá! Também sou mais fã dos vampiros e por isso o próximo da lista é O turno da noite! 🙂

    Bjos e até a próxima!

    • Eu que adorei conhecer tua mãe, garota. Fico contente em ver que meu trabalho atinge pessoas em todos os cantos e se comunica com todas as idades, basta ser apaixonado por livros. mande notícias, sim. bjs bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: